#inglês, #inglês online, #aprender inglês, #inglês fluente, #fluência, #inglês no trabalho, #business english, #inglês corporativo, #marcela harrisberger, #hábitos, #aprender, #inglês bom pra negócio #vocabulario

Você já pensou que passamos em média 17 anos entre pré-escola e faculdade frequentando uma sala de aula diariamente e ainda assim ninguém nos ensinou a como aprender? Muitas das dificuldades que temos de aprender poderiam ser resolvidas com técnicas simples que tornam a aprendizagem mais fácil e prazerosa. O pior de tudo é que as consequências disso nos acompanham durante toda a vida adulta.

Se eu pudesse mudar uma coisa no sistema educacional do nosso país, eu incluiria uma disciplina somente sobre estratégias de aprendizagem, eu ensinaria as crianças a como aprender. Nem nas escolas particulares ensinam isso.

Mas não é só isso que não nos ensinaram na escola. Aprendemos a língua portuguesa, mas não a nos comunicar, aprendemos sobre os números, mas não a como negociar, aprendemos sobre as unidades de tempo, mas não a nos organizar, aprendemos a história de grandes líderes, mas não nos ensinaram nada sobre liderança. Descobrimos tantas coisas, mas falharam em nos mostrar as estratégias, os comportamentos, o COMO aplicar todo esse conhecimento na prática para conseguir resultados tangíveis. Isso eles deixam para o ambiente de trabalho ensinar. Só que quando chegamos lá, mesmo as pessoas na empresa também tendo passado pelas mesmas experiências falhas de aprendizagem, elas esperam que estejamos prontos. Existe outro nome para isso que não seja discrepância?

Lições que não são aprendidas, se repetem

Esse era um ditado que meu avô dizia. Ele era uma pessoa muito sábia, paciente e observadora. Costumava me chamar de Catarina, mesmo eu me chamando Marcela. Quando eu tinha um problema reincidente e conversava com ele, ele dizia: “Catarina, presta atenção nessa situação, porque isto está acontecendo de novo? As lições que a gente não aprende se repetem.” É mais ou menos isso que acontece com o seu inglês, você pode estar tentando alcançar a fluência há algum tempo, mas repetindo comportamentos e atitudes que não trazem resultados, provavelmente porque você não aprendeu uma forma eficiente de aprender. 

A boa notícia é que você pode colocar um ponto final nesse looping de fracasso de aprendizagem empregando comportamentos e atitudes que realmente trazem resultados. E tudo isso de forma muito simples. Vou revelar como.

O método simples para você avançar na sua fluência

Falar inglês fluente não é um bicho de sete cabeças. O segredo está no seu comportamento e na sua atitude. Primeiro, você precisa empregar uma rotina de estudos. A constância de contato com o idioma vai trazendo as poucos os resultados que você precisa. Encontre 30 minutos no seu dia de segunda à sexta-feira. Eu faço isso logo que acordo, pulo da cama às 5:30 da manhã e às 5:40 estou estudando alemão, sem perder tempo checando minhas redes sociais, faço isso só depois quando estou tomando café da manhã.

Nesses 30 minutos eu faço o seguinte:

  • Estudo gramática: alemão é uma língua bem complexa, com muitas regras e bem diferente do português. Sem saber gramática é impossível se comunicar. Mas eu não estudo a gramática do jeito que fazíamos na escola, e aqui está o pulo do gato:
    • Leio a explicação da gramática, paro e penso – o que eu aprendi dessa explicação? Para que serve isso? Como formo essa frase? Qual a ordem das palavras? O que é diferente aqui? O que é semelhante com outras regras que já aprendi? Em qual situação eu usaria isso? O que eu preciso lembrar dessa gramática? Essa reflexão é a chave da aprendizagem para o aluno adulto. Ao fazer isso, estou reforçando a regra na mente e criando conexões mais fortes na minha memória para guardar esse conhecimento para usar depois.
  • Faço revisões: estudos mostram que é preciso encontrar com um conteúdo pelo menos 4 vezes antes dele ser consolidado na memória. Revisar é essencial para aprender. Faço isso usando o meu livro, volto nas unidades anteriores e revejo os conteúdos, ou faço exercícios relacionados às unidades que já passaram.
  • Foco em lembrar: no final dos 30 minutos sempre paro e penso: o que eu vi hoje? O que descobri de novo? Palavras novas? Regras novas? Expressões novas? Só posso dizer que aprendi algo se eu conseguir lembrar o conteúdo. Aprender é lembrar. Se eu não lembro, eu não aprendi, eu só vi o conteúdo.

No final das contas, aprender um idioma é simples, a maior dificuldade está em como fazer isso. Comece implementando a rotina de estudos de 30 minutos por dia e a reflexão. Só de mudar o seu foco na hora de estudar você já vai potencializar seus resultados. Falo por experiência própria, estudar hoje do jeito que estudávamos na escola regular não funciona mais, quando comecei a aprender alemão eu fazia isso, mas depois de perder muito tempo sem colher frutos, comecei a me aprofundar no que estava fazendo errado. Depois que eu mudei meus comportamentos e atitudes, os resultados começaram a aparecer e hoje me sinto muito mais confiante com meu alemão. E isso certamente vai acontecer com o seu inglês. Você só vai saber se tentar, pelo menos por 66 dias consecutivos (menos fins de semana). É o tempo que se leva para instalar um hábito e ter progresso. Give it a try!

See you next time!
All the best,

Marcela Harrisberger
Business English Trainer & Coach

Quer mais fluência em inglês?

Se inscreva para receber meus conteúdos e saber mais sobre inglês para negócios.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *